Tormenta

Jogo de tabuleiro de Tormenta tem detalhes revelados

jogo de tabuleiro de tormenta
Jogo de tabuleiro de Tormenta pode sair em 2022. Imagem meramente ilustrativa – Foto: Diogo Almeida

O jogo de tabuleiro oficial do cenário de RPG de mesa brasileiro Tormenta já é realidade. Alguns detalhes sobre as regras e a previsão de lançamento do jogo foram revelados no sábado (28) pelo editor-chefe da Jambô Editora, Guilherme Dei Svaldi, e pelo desenvolvedor do jogo, Pedro Martins, durante a programação do Diversão Offline Day, transmitida pela internet. Assista ao painel no final da reportagem.

De acordo com Dei Svaldi, o jogo de tabuleiro de Tormenta não vai emular de forma alguma a experiência do RPG de mesa, tendo regras diferentes que exploram as mecânicas que só são possíveis em board games. 

“Eu acho que se tu quer ter a experiência de jogar RPG, de entrar na masmorra e matar monstro, então vai jogar RPG. Em um jogo de tabuleiro é possível explorar coisas que o RPG não permite, como invadir o mundo e dominar tudo”, disse.

Regras do jogo

Pedro Martins adiantou que o Tormenta Board Game vai ser um jogo de controle de área com interação. Nele, os jogadores vão poder exercer o papel de uma nação, como O Reinado, Sckharshantallas, Aslothia, entre outros, e também vão controlar heróis, que são personagens famosos do cenário, como a Rainha-Imperatriz Shivara Sharpblade.

“Cada um assume o papel de uma nação e de seu herói ou heroína. É possível sair em aventuras com os heróis, para atacar monstros, dar porrada em purista e nos cultistas da Tormenta e também marchar com exércitos e recrutar mais pessoas para conquistar território. Tudo isso enquanto a Tormenta ameaça avançar pelo mundo”, relatou Pedro. 

Segundo Dei Svaldi, a Tormenta e os Puristas não são facções jogáveis, mas interferem no andamento do jogo, tendo mecânicas próprias para interagirem no mapa do tabuleiro. 

panteão de deuses de arton
Panteão de Arton: Os deuses vão influenciar as ações no jogo de tabuleiro de Tormenta

Influência dos deuses

Os deuses de Arton também têm um papel fundamental no jogo e são os elementos que ligam as ações do nível herói com as ações do nível reino. 

“Sempre que o jogador realiza uma ação de um herói, ele ganha um favor de um dos deuses. Estes favores são cartas que melhoram as ações daquele jogador quando estiver trabalhando com a estratégia dos reinos”, explicou Pedro Martins.

Um exemplo citado foi o do deus Grande Oceano, que possui cartas que melhoram as ações em portos e dão pontos de vitória em regiões portuárias e ações extra de marcha em regiões da costa. 

“Você sai em aventura com o seu personagem herói para poder melhorar o seu tabuleiro e seus objetivos militares, conquistando pontos a partir das cartas dos deuses que ganha”, disse o desenvolvedor. 

guilherme e pedro
Guilherme Dei Svaldi e Pedro Martins deram detalhes do desenvolvimento do jogo de tabuleiro de Tormenta no Diversão Offline Day

Desenvolvimento do jogo

Curiosamente, apesar de Tormenta ser um cenário de RPG brasileiro, o jogo começou a ser desenvolvido na Alemanha, quando Pedro estava fazendo doutorado. 

“Eu recebi uma mensagem de uma Emília falando que havia chegado por lá. Ela é brasileira e queria conhecer outros brasileiros que estavam lá, sempre acontece isso nos grupos. Quando eu fui fuxicar quem ela era, vi que era casada com Leonel Caldela”, contou Pedro.

Leonel é autor de Tormenta, tendo escrito quatro romances, vários suplementos de Tormenta RPG e também é o mestre da segunda aventura oficial de Tormenta20 em stream, Fim dos Tempos. 

“Combinamos de tomar um café e Leonel estava lá. Eu já era fã de Tormenta, mas me segurei, não falei nada. Conversamos bastante, Leonel falou de alguns bastidores do jogo. Quando cheguei em casa, influenciado pelo fim do livro O Inimigo do Mundo, pensei: vou fazer um jogo disso. Em uma noite, fiz um rascunho, joguei um playtest com amigos e apresentei para Leonel”. 

Atualmente, a mecânica principal do jogo está terminada. Segundo Guilherme Dei Svaldi, o núcleo principal das regras já está definido e o desenvolvimento agora está em uma etapa de balanceamento. O design gráfico também deve começar a ser feito em breve e o responsável é Dan Ramos, que também fez todo o design de Tormenta20

Previsão de lançamento

“Estamos em uma etapa do desenvolvimento em que é seguro dizer que o jogo vai sair. Ele é o nosso próximo grande lançamento de Tormenta depois dos livros Ameaças de Arton e Atlas de Arton. Queremos lançar o jogo ainda em 2022, então rezem aí para seu deus preferido do Panteão para que isso aconteça”, brincou Guilherme. 

Inspirado por jogos como Game of Thrones e Lord of Hellas, o jogo de tabuleiro de Tormenta pode ser a porta de entrada do cenário para novos fãs, avaliou o editor-chefe da Jambô. 

“Pode parecer mercadológico que cada produto tem que se sustentar por si só, mas temos a preocupação com nosso público. A ideia não é se sustentar em cima da marca e lançar um board game qualquer em que a gente só muda a skin. Este é um jogo de tabuleiro novo que se passa em Tormenta. Quem conhece o cenário vai aproveitar mais, vai pegar as referências, mas isso não é obrigatório”, completou. 

Diogo Almeida

Jornalista, músico e jogador de RPG. Não necessariamente nesta ordem.

6 thoughts on “Jogo de tabuleiro de Tormenta tem detalhes revelados

Average
5 Based On 6

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *